Tipos de Estrias – Como eliminar cada uma delas!

Lidar com as estrias é difícil, ainda mais quando estamos preocupadas com a nossa estética, mas saiba que o difícil não significa impossível e conhecer os dois tipos de estrias é o primeiro passo para entender como eliminar esse problema.

Você vai ver que acabar com as estrias pode ser mais fácil do que imagina e se você manter uma constância nos cuidados da sua pele, essa tarefa vai ser ainda mais tranquila.

Tipos de estrias
Conheça os tipos de estrias e aprenda como eliminar esse incômodo já!

Pra te ajudar com isso, elaborei um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre os tipos de estrias e os seus tratamentos. Acompanhe e elimine esse problema de uma vez por todas!

Vamos lá?

O QUE SÃO ESTRIAS?

As estrias são alterações cutâneas definidas como cicatrizes visíveis e lineares que geralmente se dispõem de modo paralelo umas as outras. Elas podem aparecer tanto em grandes quantidades como de modo mais escasso.

Elas indicam um tipo de lesão na pele que ocorre a partir de um desequilíbrio elástico na região.

Existem diversas causas para estas lesões que agem diretamente na quantidade de estrias que aparecerão – ou não – sobre a pele.

CAUSAS DAS ESTRIAS

  • Causas mecânicas: Nestes casos, a pele é acometida a um estiramento abrupto, ruptura ou até mesmo perda da elasticidade devido ao crescimento exagerado do tecido. Alguns exemplos: gravidez, alta taxa de crescimento na adolescência, aumento expressivo na gordura corporal ou emagrecimento repentino, colocação de prótese de silicone, entre outros. Ou seja, trata-se de uma “força mecânica” que ocorre sobre a nossa pele “forçando” o seu estiramento.
  • Causas endocrinológicas: Neste caso, a pele sofre alterações a partir de distúrbios ou reposições hormonais como a aplicação de anabolizantes, por exemplo. Além disso, déficits nutricionais também podem aumentar a propensão para o aparecimento do problema.
  • Causas infecciosas: Alguns processos infecciosos (como doenças do tipo hepatite e febre tifóide) podem provocar danos às fibras elásticas de nossa pele. Logo, podemos desenvolver estrias a partir deste dano.

Em suma, as causas podem ser de alterações fisiológicas, doenças infecciosas e crescimento de músculo/tecido adiposo de modo exagerado.

CONHEÇA OS TIPOS DE ESTRIAS

Agora que você já aprendeu o que causam e o que são estrias é hora de conhecer as diferenças entre os dois tipos.

Para isso, vou pedir que você observe a cor das suas estrias. Elas têm uma coloração mais clarinha, puxando para o branco? Ou são mais escurinhas? Em um tom vermelho ou roxo?

Essa informação é muito importante para que possamos ter um prognóstico do seu tratamento. Acompanhe e você compreenderá o que estou querendo dizer:

ESTRIAS VERMELHAS OU ARROXEADAS

Estas estrias podem ter uma espessura variada e são os primeiros sinais de que a sua pele está com um estiramento e com uma “dificuldade” de manter as fibras elásticas no lugar.

As mesmas contêm esta coloração mais roxa/vermelha porque ainda há circulação sanguínea no local. Ou seja, ainda não ocorreu o “fechamento” dessa estria que dificulte a cicatrização do tecido.

É por isso que elas são mais fáceis de eliminar e diminuir.

Para compreender melhor, imagine a seguinte situação:

Você cortou a sua pele. Em seguida, aplicou um produto cicatrizante.

Ele penetrará rapidamente no machucado, agindo na cura e, quem sabe, fará com que a pele não fique com uma cicatriz tão aparente já que ficará com a exposição por menos tempo.

Agora se você esperar que a sua pele se cure sozinha, o período e recuperação será maior e, consequentemente, é possível que a cicatriz seja mais expressiva.

Ou seja, no caso das estrias, quando ainda estão vermelhas e com circulação, é possível conquistar uma cura mais efetiva do problema, diminuindo as chances do estiramento ficar muito profundo e aparente na pele.

ESTRIAS BRANCAS

No caso das estrias brancas, as mesmas tratam-se do problema quando ele já está concretizado. Isto é, a sua pele já “se recuperou” do estiramento, mas não de um modo muito interessante para você.

Bem, este tipo de estria tende a ser mais difícil de eliminar… Uma vez que ela está mais impregnado na pele.

Porém, existem muitos métodos que proporcionam resultados extraordinários na pele. E é sobre eles que falarei a seguir.

TRATAMENTOS PARA OS TIPOS ESTRIAS

Conheça cada um dos tratamentos e descubra qual a melhor opção para você:

  1. Subcisão: trata-se de um método do tipo cirúrgico ambulatorial utilizando uma agulha que possui uma ponta cortante. Esta ponta desloca-se até a derme profunda, provocando pequenos “traumas” que estimularão a produção de colágeno. Dessa maneira, pouco a pouco a pele se regenera e diminui expressivamente a aparência e a textura da estria. Indicação: estria branca e profunda.
  2. Radiofrequência: neste tipo de tratamento a pele lesionada recebe ondas que são disparadas por um equipamento.Este, por sua vez, tem como objetivo aquecer a camada mais profunda da pele. Isto eleva a contração das fibras de colágeno, além de estimular a reorganização dos tecidos de sustentação. Indicação: estria roxa/ vermelha.
  3. Laser fracionado: o laser fracionado dispara feixes de luz que são penetrados profundamente pela pele. Este laser estimula a produção de elastina e colágeno, acelerando a cicatrização e recuperação da área. Indicação: estria roxa/ vermelha.
  4. Peeling: este tipo de tratamento pode ser tanto químico quanto o famoso “peeling de cristal”. Nos dois casos há uma remoção de células mortas da pele, além de estimular a produção de colágeno de modo profundo deixando o tecido cutâneo mais liso  e com menos marcas. Indicação: estria roxa/vermelha e branca.
  5. Microagulhamento: aqui o profissional utilizará agulhas finíssimas que provocam microfuros no tecido cutâneo. A partir disso, há uma melhor penetração de cremes e medicamentos na região. Estes auxiliarão na produção de colágeno uma vez que geram um processo inflamatório que será “tratado” pelas fibras da própria pele. Indicação: estria branca.
  6. Infravermelho: o infravermelho penetra em camadas profundas da pele aquecendo-a. Esse aquecimento faz com que a síntese de colágeno seja acelerada, melhorando o aspecto cutâneo. Indicação: estria branca.
  7. Tatuagem cor de pele: para quem quer resultados mais ágeis e simples. O profissional tatuador fará uma “cobertura” na estria, com tinta, diminuindo a aparência da mesma. E assim, o resultado é notado deste o primeiro momento. Indicação: estria branca que dificilmente será eliminada.

TRATAMENTOS CASEIROS PARA OS TIPOS DE ESTRIAS

Além de existirem diversas intervenções estéticas (como as que mencionei anteriormente), existem ainda alternativas caseiras para acabar de vez com os dois tipos de estrias.

O único porém é que esses tratamentos caseiros não são milagrosos. Assim, você precisa sempre manter uma constância com os métodos e uma certa disciplina para tanto. Caso contrário, a alternativa caseira não vai funcionar e você só irá se frustrar!

Anote as dicas abaixo e vamos juntas combater este problema tão incômodo:

  • Consuma chá de carqueja: o chá de carqueja é conhecido por melhorar a textura da nossa pele, uma vez que auxilia no processo de síntese de colágeno. Portanto, aposte nesta bebida quente para conquistar um efeito positivo no tratamento de estrias. Mas, cuidado: se você estiver grávida, não o consuma, pois ele tem efeito abortivo.
  • Aplique cavalinha: o chá de cavalinha quando aplicado sobre a pele hidrata profundamente e devolve a elasticidade ao tecido. Dessa forma, aplique todos os dias para melhorar a textura do tecido cutâneo, diminuindo a aparência das estrias.
  • Faça esfoliações: as esfoliações diminuem a sensação de relevo na pele, além de eliminar as células mortas. Esta remoção dá margem ao desenvolvimento de células jovens e saudáveis que agirão na recomposição do tecido cutâneo. Além disso, sempre finalize a esfoliação com uma hidratação profunda.
  • Aplique creme de abacate com aloe vera: estes dois ingredientes são ricos em vitaminas e nutrientes e podem te ajudar no processo de eliminação dos dois tipos de estrias. Basta você misturar uma colher de sopa de aloe vera com 3 colheres de sopa de abacate com leite. Mexa bem até formar um creme suave. E pronto! É só aplicar e deixar agir o máximo de tempo que puder.
  • Aplique óleo de rosa mosqueta: é capaz de estimular a produção de colágeno, deixando a pele mais macia e com menos propensão ao aparecimento de estrias. Ele também renovar o tecido e diminuir a aparência do problema.

APOSTE NA PREVENÇÃO DO PROBLEMA

Além de todos os cuidados com as estrias que você já tem na pele é essencial que você previna o aparecimento de novas.

De nada investir em mil e uma possibilidades para acabar com o problema se o mesmo não for prevenido, não é? Portanto, se atente as considerações abaixo e evite o desenvolvimento de novas estrias:

  • Pratique exercícios: praticar exercícios é essencial para manter todo o nosso organismo sempre funcionando. Além disso, ficamos com os músculos mais tonificados e, consequentemente, com a pele mais firme. E assim, prevenimos o aparecimento de estrias.
  • Beba bastante água: manter o corpo hidratado é essencial para garantir a saúde de nossa pele. Portanto, inclua dois litros de água no seu consumo hídrico diário.
  • Consuma suplementos de colágeno hidrolisado: o colágeno hidrolisado é uma ótima maneira de garantir a sustentação da pele. Este consumo é importante principalmente quando já passamos dos 35 anos de idade.
  • Alimente-se bem: a alimentação impacta diretamente na saúde e na elasticidade de nossa pele. Portanto, consuma bastantes frutas, verduras e legumes e evite alimentos gordurosos e muito calóricos.
  • Cuidado com o efeito sanfona: e por falar em alimentos gordurosos… Evite, ao máximo, viver o tal “efeito sanfona”, uma vez que o mesmo pode provocar estiramentos expressivos na pele, causando o aparecimento das estrias.
  • Cuide da pele antes de colocar alguma prótese: converse com um dermatologista antes de colocar silicone (independente da região no corpo). Assim você prepara o tecido para o aumento abrupto, inibindo as lesões cutâneas.

CUIDE DE VOCÊ!

Viu como é possível tratar e até mesmo eliminar os tipos de estrias? Independente de você apostar em tratamentos no consultório ou cuidados em casa, o importante é não desistir e sempre buscar alternativas que enalteçam a produção de colágeno na pele.

Além disso, procure sempre evitar o aparecimento de novos quadros com medidas simples e fáceis. Assim certamente você desfrutará de uma pele mais lisa e saudável.

Se precisar de algum auxílio, deixe o seu comentário e compartilhe sua dúvida aqui no blog. Até o próximo post!

O post Tipos de Estrias – Como eliminar cada uma delas! apareceu primeiro em .

❯ Dieta Vegetariana | Emagreça Rapidamente com Muita Saúde! 🥗

4.8
/
5
(
9463

votes

)

Olá! Já ouviu falar da Dieta Vegetariana? Uma dieta que segue o conceito do vegetarianismo estabelecido por aqueles que decidiram excluir as carnes, aves, peixes e todos os outros produtos de origem animal de sua alimentação, seja por motivos ambientais, éticos ou religiosos.

Essa dieta foi relacionada como uma alternativa para quem procura a perda de peso por ser composta de alimentos de baixas calorias (frutas, legumes e verduras em sua maioria), e por abolir alimentos de origem animal, o que contribui para deixar os níveis de gordura saturada e colesterol da alimentação extremamente baixos.

A alimentação dos seguidores da Dieta Vegetariana consiste no consumo de alimentos de origem vegetal como frutas, legumes e verduras, leguminosas, cereais, nozes e sementes. Contudo, há alguns vegetarianos que apesar de não consumirem carnes e peixes, consomem ovos e produtos lácteos (ovo – lacto vegetarianos), há também aqueles que excluem também os ovos, porém consomem os leites e derivados (lacto – vegetarianos).

 

🔎 Descubra mais: Diferentes Dietas para Perder Peso Hoje!

 

Vantagens da Dieta Vegetariana!

 

Uma dieta baseada em alimentos de origem vegetal possui uma baixa densidade calórica, além de quantidade reduzida de gorduras totais, saturada e colesterol, o que pode favorecer não somente a perda de peso, mas também manter níveis de gorduras sanguíneas baixos, prevenindo assim o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Com uma alimentação rica em frutas, legumes e verduras a quantidade de fibras, vitaminas e minerais fica dentro dos níveis recomendados. Com o alto consumo de fibras o bom funcionamento do intestino e a sensação de saciedade também são favorecidos.

Você alcançara uma variedade de objetivos de saúde incluindo perda de peso, benefícios cardiovasculares, controle de diabetes e gerenciamento da diabetes.

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


 

Alimentos Permitidos na Dieta Vegetariana!

 

● Macarrão: Macarrão é um alimento livre de carne que vegetarianos normalmente enchem suas dispensas para dar volume a suas refeições e adicionar nutrientes vitais. Tente escolher um macarrão de massa integral para um melhor custo benefício nutricional.

Adicionar vegetais salteados, feijões, tofu, dentre outros ingredientes, são ótimas maneiras de temperar seu macarrão e torná-lo uma refeição vegetariana balanceada (um exemplo de dieta de perda de peso bem balanceada é a Dieta de Zona).

 

● Vegetais: As populares dietas de restrição de carboidratos colocam muitos vegetais na lista de exclusões, mas a dieta vegetariana te dá acesso a todas as variedades únicas da natureza. Graças aos supermercados modernos, você terá acesso a uma fartura de opções o ano todo. Tente sair da sua zona de conforto e descobrir novos vegetais.

 

● Frutas: Frutas são a resposta da natureza ao desejo por doces. Elas são cheias de açúcares não refinados e tiram o desejo de comer açúcar quase instantaneamente. Ao invés de comer suas frutas da maneira que normalmente come, inteiras e cruas, tente adicioná-las a uma salada ou usá-las em forma de purê para um molho ou marinada.

Frutas grelhadas também são deliciosas e completamente aceitáveis em uma dieta vegetariana. Você também pode usar sucos como bebida (como na dieta de sucos e tomando sucos para perder peso é considerada uma opção saudável).

 

● Laticínios: Vegetarianos não restringem sua ingestão de laticínios como os veganos fazem. Leite, manteiga, queijo e ovos são todos permitidos e também são uma grande fonte de proteínas. Laticínios não apenas adicionam proteínas a sua dieta, eles tornam a comida mais apetitosa e com mais sabor.

 

● Feijões: Feijões são uma ótima maneira que conseguir a proteína necessária em uma dieta vegetariana. Existem toneladas de diferentes tipos de feijões no mercado e graças ao aumento de vegetarianos no mundo, existem muito mais receitas com feijões do que nunca. Feijões também são cheios de fibra, que é ótima para seu sistema digestivo.

 

● Substitutos para Carne: Se você não consegue afastar o desejo por um hambúrguer suculento, não tenha medo. Existem toneladas de substitutos para carne no mercado, de maneira que os vegetarianos não precisem abandonar seus amados hambúrgueres e hot-dogs. Muitos dos substitutos têm o mesmo sabor dos produtos verdadeiros.

 

🔎 Veja também: Dieta Rápida!

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


 

Alimentos Proibidos na Dieta Vegetariana!

 

O único alimento banido é a carne. Carne vermelha, aves e porco são todos excluídos da dieta vegetariana. Algumas pessoas escolhem parar de comer carne por motivos de saúde, enquanto outros focam no lado moral do consumo de carne. Quaisquer que sejam suas razões, a dieta vegetariana pode ter um impacto positivo na sua vida e na sua saúde.

 

Cardápio da Dieta Vegetariana!

 

A dieta vegetariana deve ser rica em ovos, leite e derivados, e alimentos fontes de proteína vegetal, como mostrado a seguir:

 

► DIA 1 – Refeições:

 

Café da Manhã: 1 copo de leite com café + 1 pão integral com tofu + 1 fatia de mamão.

• Lanche da Manhã: 1 pera + 5 bolachas integrais.

• Almoço/Jantar: Estrogonofe de proteína texturizada de soja + 6 colheres de sopa de arroz + 2 colheres de sopa de feijão + salada de alface, tomate e cenoura ralada + 1 fatia de abacaxi.

• Lanche da Tarde: Vitamina de abacate + 1 pão integral com patê de cenoura crua.

 

► DIA 2 – Refeições:

 

• Café da Manhã: 1 copo de leite com cevada + 1 colher de sopa de aveia + omelete de claras de ovos com legumes + 1 maçã.

• Lanche da Manhã: 1 iogurte + 3 torradas.

• Almoço/Jantar: Yakissoba de legumes com ovo cozido + berinjela ao forno + 1 laranja.

• Lanche da Tarde: 1 copo de suco verde de couve + pão integral com hambúrguer de lentilha + 1 fatia de melancia.

 

► DIA 3 – Refeições:

 

• Café da Manhã: Vitamina de banana + 1 pão integral com queijo.

• Lanche da Manhã: 5 bolachas integrais + 2 castanhas.

• Almoço/Jantar: Salada de legumes com quinoa, tofu, milho, brócolis, tomate, cenoura + salada verde de rúcula com beterraba ralada + 1 tangerina.

• Lanche da Tarde: 1 copo de leite com cevada + 1 tapioca com com ovo.

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


O post ❯ Dieta Vegetariana | Emagreça Rapidamente com Muita Saúde! 🥗 apareceu primeiro em .

Pós bariátrica: conheça alguns dos cuidados e alimentos indicados para quem fez redução do estômago

Aprenda o que fazer após uma cirurgia que salva vidas de centenas de pessoas anualmente

  bariátrica
bariátrica

A cirurgia bariátrica é famosa em todo o mundo por seus resultados rápidos e praticamente milagroso Essa cirurgia já ajudou a salvar milhares de pessoas que precisavam emagrecer com urgência e certamente continua sendo uma das opções para quem não consegue emagrecer da maneira tradicional.

Apesar dos muitos aspectos positivos, deve-se sempre enfatizar que há obrigações e responsabilidades que devem ser mantidas após o procedimento. O paciente precisa comer adequadamente e, principalmente, seguir todas as restrições fornecidas pelo médico.

Como todos sabemos, a fase pós-operatória é marcada pela cura e fragilidade do corpo para executar algumas tarefas de alta intensidade, que obviamente devem ser evitadas para que tudo corra conforme o esperado.

Nesta publicação, falaremos sobre os principais cuidados e alimentos indicados para aqueles que acabaram de realizar cirurgia bariátrica e ainda têm dúvidas sobre quais medidas tomar.

Pronto para continuar sabendo mais sobre isso? Continue lendo até o fim!

Nem todas as atividades são permitidas após a cirurgia

Após a cirurgia, deve-se sempre mencionar que a rotina do paciente deve ser diferente por algumas semanas.

Essas alterações são indicadas para ajudar na cura e no bem-estar do paciente, uma vez que a cirurgia bariátrica é considerada um procedimento muito invasivo e modifica estruturalmente o trato digestivo do paciente.

Nos primeiros dias, o máximo indicado para atividade física é uma caminhada leve por no máximo 30 minutos. Exercícios físicos intensos ou mesmo longos dias de trabalho devem ser evitados para que o corpo tenha tempo suficiente para se recuperar completamente.

Evitar o estresse também é interessante, pois o cortisol é um hormônio que afeta negativamente a capacidade do organismo de funcionar. recuperação Portanto, recomenda-se que o paciente tenha uma rotina pré-estabelecida para que não haja surpresas ou problemas importantes nesta fase inicial, que geralmente é a mais complicada e intensa.

assemelha-se muito à cirurgia plástica, obviamente com diferenças ocasionais entre a natureza desses dois procedimentos.

Além das mudanças nas atividades, haverá mudanças na dieta, que é o nosso próximo tópico.

Principais recomendações após a cirurgia e os alimentos permitidos em todas as etapas

A cirurgia bariátrica impõe algumas limitações à alimentação, principalmente nos primeiros dias. Alguns pacientes têm a opinião errada de que é possível comer tudo nas primeiras semanas, e esse certamente não é o caso.

Por pelo menos 7 ou 10 dias, apenas a ingestão de alimentos líquidos é permitida, com adaptação progressiva aos alimentos. Tudo sólido deve ser guiado pelo nutricionista, que fornecerá uma lista de possibilidades e prescreverá suplementação adequada.

Como a ingestão é limitada, o corpo obviamente terá dificuldade em obter todos os nutrientes necessários para mantê-lo funcionando. especialmente durante o período de cicatrização, por isso pode ser necessário incluir vitaminas e minerais de diferentes fontes de alimentos.

Quanto aos alimentos, você deve escolher as opções corretas. Nos dois primeiros dias, o que geralmente é lançado são os seguintes:

  • Chás;
  • Sucos naturais sem acidez;
  • Caldo natural (branco e vermelho);
  • Estoque de vegetais naturais;
  • ] Água.

Lembre-se de que todos esses alimentos líquidos devem ser consumidos em porções muito pequenas, geralmente até 30 ml. O mesmo vale para a água, que é dividida ao longo do dia.

Nos próximos dias, o paciente já pode ter uma dieta de transição e pode ser alimentado com:

  • Vitaminas diluídas sem pedaços sólidos;
  • Leite desnatado diluído em água;
  • Mingau líquido;
  • Sopas (também sem pedaços sólidos);
  • Bebidas isotônicas;
  • Gelatina dietética (amolecida);
  • Iogurte natural sem gordura;

Essa segunda fase dura até 4 semanas e somente após 30 dias são incluídos alimentos pastosos. Como os seguintes exemplos:

  • Carne desfiada, moída ou batida;
  • Ovos;
  • Purê;
  • Sopas de legumes;
  • Macarrão (bem cozido); Frutos macios;
  • Pães (como pão e pão de milho, devem ser macios);
  • Iogurte natural.

Após esse período, o indivíduo retorna a outra dieta, que desta vez é uma espécie de intermediário entre a dieta pastosa e a dieta regular, com sólidos e tudo o que ele costuma ingerir em sua vida diária.

Esta fase inclui:

  • Carne cozida (sem gordura);
  • Legumes (cozidos, macios, sem pele);
  • Legumes (refogados);
  • Frutos macios (sem casca e sementes).

Esta etapa dura aproximadamente 2 semanas e não há mais restrições. que foram impostas até agora. No entanto, existem algumas recomendações que devem ser mantidas para que os resultados da perda de peso ocorram sem problemas.

O paciente deve priorizar alimentos ricos em proteínas (incluindo a proteína de soro de leite) e evitar opções ricas em açúcar e fibras. A fibra, apesar de saudável, não é desejável no momento devido ao seu efeito no sistema digestivo.

Como o paciente vem de uma dieta muito restritiva e de baixo volume, as fibras podem atrasar ainda mais o processo de digestão e fazer com que seja digerido. que muitos nutrientes não são absorvidos, em grande parte devido à capacidade limitada de ingestão que faz parte da vida desse indivíduo nos próximos meses.

Importância de permanecer com o plano descrito

Obviamente, aqui descrevemos apenas algumas das opções mais básicas. e que fazem parte do planejamento geral de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica.

No entanto, aconselhamos que possa haver variações pessoais e outros problemas que somente seu médico e nutricionista possam determinar. O fato é que você deve permanecer dentro do que sua equipe propôs e em nenhuma circunstância você deve pular nenhuma das fases que mencionamos até agora.

Todo esse processo existe para preservar seu organismo que acabou de experimentar um evento traumático. . Entenda que existe um processo de cicatrização e que o aumento do suco gástrico pode causar dor intensa, problemas adversos e dificuldades de recuperação.

Por esse motivo, siga cuidadosamente o planejamento e entenda que nas primeiras semanas seu resultado será impressionante. Dentro de um mês, você pode ver uma grande diferença em sua estética e até em sua qualidade de vida, mesmo no pós-operatório.

E para aqueles que têm muita pele restante, o que geralmente é o caso de pessoas que precisam dela. perca muito peso: recomenda-se a cirurgia pós-bariátrica para remover o excesso de pele e garantir que toda a parte estética do paciente procure um corpo mais magro e bonito.

Gostei do conteúdo das recomendações pós-bariátricas de hoje? Comente abaixo da sua opinião e compartilhe esse conteúdo nas redes sociais!

Moromina funciona mesmo? Saiba mais sobre a laranja vulcânica que comprime gordura!

Moromina funciona de verdade? Eu testei o produto que promete comprimir em até 50% suas células de gordura e vim compartilhar o resultado com vocês nessa resenha.

Mas, antes de tudo, deixa eu contar um pouco da minha trajetória. Eu sempre estive um pouco acima do peso que eu considerava ideal para mim e tentava de tudo para reverter essa situação (academia e dietas malucas que só me fizeram mal).

Como nada adiantava, resolvi parar e aceitar que aquele seria o meu corpo para sempre. 

O problema foi que eu engravidei e engordei muito durante a gestação. E quem disse que eu consegui voltar ao meu peso normal depois? Comecei a sentir saudades do meu corpo antigo que eu tanto reclamava e, novamente, estava infeliz

Comecei outra vez o ciclo de dietas malucas e exercícios que não geravam nenhum resultado. Até que um dia resolvi ir no médico e ele disse que a única saída era entrar para a faca.

E tenho que admitir para vocês, amigas leitoras, que coragem nunca foi o meu ponto forte. Eu já tinha perdido as esperanças quando uma antiga amiga minha do colégio me encontrou por acaso.

Fiquei chocada com a aparência dela: sua barriga estava lisinha. E olha que ela sempre havia sido mais cheinha do que eu.

Imagina a minha surpresa quando ela falou que conquistou aquele corpo usando o extrato de uma laranja?

E eu, que não tinha mais nada a perder, resolvi me arriscar. Foi simplesmente a melhor escolha que eu fiz na minha vida!

Quer saber mais sobre essa maravilha? Leia a resenha até o final que vou te explicar: o que é Moromina, como usá-la, quais os benefícios, onde comprar e ainda vou mostrar que ela funciona de verdade!

Mas, antes disso, que tal conhecer um pouquinho mais essa laranja mágica?

pote moromina

Laranja Moro: a fruta que “come” gordura

Você já ouviu falar na laranja vulcânica? Ela também é conhecida como laranja moro ou laranja de sangue. É aquela laranja com a polpa mais escura, sabe?

E se eu te falar que essa fruta é capaz de chapar a sua barriga? Quando ouvi falar também achei que era história pra boi dormir. Mas com um pouco mais de pesquisa descobri que essa laranja é poderosa mesmo!

A primeira coisa que fiquei sabendo é que não adianta ir no mercado e comprar laranja moro achando que vai ter esse resultado.

Infelizmente, a fruta que é capaz de fazer com que percamos peso de forma natural é do sul da Itália!

Essas laranjas italianas são encontradas aos arredores do Vulcão Etna (daí o apelido “laranja vulcânica”). Por ser cultivada nessa região, onde é extremamente quente durante o dia e congelante durante a noite, a fruta possui alta quantidade de antocianina.

E, para nossa felicidade, uma alta dose dessa substância é capaz de reduzir as nossas medidas!

Isso ocorre porque a antocianina é capaz de mudar o processo metabólico das células, fazendo com que elas fiquem menores do que realmente são. Dessa forma, as sua células de gordura vão encolher em até 50%!

Aposto que agora você deve estar planejando a sua viagem para a Itália, não é mesmo? Brincadeiras à parte, conseguir essa fruta demanda muito tempo e dinheiro.

Entretanto, vou te apresentar nessa resenha uma opção que está ao seu alcance e que é a fonte mais confiável de extrato de laranja moro italiana: a Moromina.

Composição e benefícios da Moromina

A Moromina é um suplemento em cápsulas composto por extrato original de laranja moro italiana. Sendo assim, se trata de um produto 100% natural.

Com a Moromina, as células de gordura do seu corpo diminuem de 25% a 50%. E o melhor de tudo: você não volta ao seu peso normal depois de encerrar o uso.

Confira todos os benefícios que a Moromina pode proporcionar:

  • Diminui de 3,25 kg até 7 kg ao mês;
  • Reduz até 50% de barriga;
  • Diminui até 7,09 cm da cintura em 30 dias;
  • 74% mais firmeza;
  • Diminui o inchaço;
  • Não engorda ao interromper ou parar de tomar.

Moromina funciona de verdade?

Eu sei que é normal ficar um pouco insegura diante de um produto que diz ser capaz de fazer tantas coisas. Já passei por situação semelhante. Mas confiem em mim quando digo que essa laranja é mágica mesmo.

Eu, que achava que nunca ia conseguir emagrecer sem ter que fazer cirurgia, estou com uma silhueta que nunca tive na vida (talvez só na adolescência).

Pensando em tranquilizar ainda mais vocês, amigas leitoras, trouxe depoimentos de outras mulheres que usaram o Moromina.

Um dos resultados que mais me surpreendeu foi o da Milena, que depois de um ano de tratamento ficou praticamente irreconhecível

Olha só o que a Milena contou no depoimento dela:

“Eu estava na internet lendo sobre algumas notícias e vi que a laranja moro tinha sido elogiada pela comunidade científica. Pesquisei sobre e achei onde vendia no Brasil! Achei o site do MOROMINA, li tudo sobre o composto e depois de uns 10 dias já estava fazendo meu tratamento em casa. Melhor iniciativa de todas! 

Demorei umas 3 semanas para sentir as roupas folgadas e depois de um ano já estava completamente diferente do que eu era. Em corpo e alma (risos).”

Que mudança, não é mesmo? Trouxe outro antes e depois que também me deixou de queixo caído.

Na foto abaixo você pode ver o resultado de 90 dias de tratamento na Camila Mendes, que teve uma diminuição bem considerável da gordura dos braços e coxas:

E vai funcionar para o meu caso?

Contanto que você não tenha algum problema grave que te impede de emagrecer, a Moromina vai funcionar sim! Principalmente se você é do tipo que não emagrece com dietas e academia.

Entretanto, vale ressaltar que a Moromina é indicada para pessoas que desejam perder de 5kg pra cima. 

Como usar?

Para perder medidas e conquistar o corpo que você sempre sonhou é bem fácil. Basta consumir uma cápsula de Moromina por dia, preferencialmente antes das refeições.

Quanto tempo para ver os resultados?

Apesar do recomendado ser o uso de (no mínimo) quatro meses, para efeitos duradouros, em apenas 30 dias já é possível ver resultados incríveis.

frete grátis moromina

Possui contra-indicações ou efeitos colaterais?

Por ser composto exclusivamente por ingredientes naturais, a Moromina não tem contra-indicações ou efeitos colaterais. Sendo assim, todos podem desfrutar dos seus benefícios.

Entretanto, é sempre indicado que gestantes consultem um médico antes de iniciar o consumo. Mais vale prevenir do que remediar, não é mesmo?

É aprovado pela Anvisa?

Pode ficar tranquila ao adquirir seu pote de Moromina, pois não se trata de mais um daqueles remédios milagrosos que não cumprem com o que promete e, quando cumprem, trazem efeitos colaterais terríveis.

Você pode ter certeza disso porque, primeiro, Moromina não é remédio, mas sim um produto natural. E, além disso, recebeu o selo de aprovação da Anvisa, sob número de registro 6.7365.0001.001-1, comprovando a sua efetividade e segurança.

Moromina – Onde comprar?

Mas nem tudo é um mar de rosas, não é mesmo? Por isso preste bastante atenção nessa parte.

Devido ao grande sucesso da Moromina, existem lugares que estão vendendo produtos falsificados! Por isso não compre o produto de sites como Mercado Livre, Nature Center e Americanas.

A venda da Moromina original e de qualidade é feita exclusivamente pelo site oficial do produto.

Não deixe que te façam de palhaça! Além de jogar dinheiro fora comprando Moromina falsificada, você também coloca a sua saúde em risco.

Qual o valor?

No site oficial do produto existem diferentes kits, basta você escolher qual se encaixa melhor no seu bolso. Cada pote contém 30 cápsulas, suficientes para um mês de tratamento. 

Se eu fosse você, aproveitaria o desconto imperdível que estão oferecendo: por apenas R$53,92 por mês você garante tratamento para sete meses, além de ganhar três e-books. 

compre moromina

Prazo de entrega

Se comprado pelo site oficial, seus potes de Moromina chegam rapidinho até você. O prazo médio de entrega para o Brasil é de até 12 dias úteis (prazo do correio).

Só não esqueça que o produto é enviado somente após a confirmação do seu pagamento pela administradora do seu cartão de crédito ou após a confirmação do pagamento do boleto.

Garantia Monomina: teste grátis!

Ainda na dúvida sobre a compra? Pois saiba que você não corre risco algum ao adquirir seu kit de Monomina. Isso porque você pode testá-la por 30 dias e, se não aprová-lo por algum motivo, o fabricante compra seus potes de volta!

Eu achei isso incrível, pois mostra a total confiança que eles possuem no produto. Sendo assim, caso você se sinta insatisfeita, basta mandar um e-mail para  contato@moromina.com.br que eles compram os potes que você não usou. E o melhor: pelo mesmo preço que você comprou.

Vale a pena mesmo?

Com certeza! A Moromina funciona de verdade, cumpre com tudo o que promete e um pouco mais. E eu sou a prova viva disso.

Com a laranja vulcânica eu consegui recuperar a minha autoestima. E aquelas roupas que estavam há anos guardadas no fundo do armário agora ficam perfeitas em mim!

Você também merece um tratamento de qualidade, amiga leitora. Olha só todos os benefícios:

  • Redução de até 50% da barriga;
  • Resultados duradouros, que não se vão quando você interrompe o uso;
  • Emagrecimento com saúde;
  • Kits com descontos imperdíveis;
  • Agilidade na entrega;
  • Risco Zero: aprovação em trinta dias ou o seu dinheiro de volta;

Está esperando o que para adquirir essa laranja mágica? Conquiste agora o corpo que você sempre sonhou!

comprar moramina

O post Moromina funciona mesmo? Saiba mais sobre a laranja vulcânica que comprime gordura! apareceu primeiro em .

Hipertireoidismo: Sintomas, Tratamento, tem Cura? Descubra aqui!

Se você notou perda de peso repentina, irritabilidade e até mesmo uma fadiga muscular intensa, pode ser que você esteja sofrendo com hipertireoidismo.

Essa doença atinge a nossa glândula tireoide, causando diversos desequilíbrios em nosso organismo. E assim, passamos a conviver com efeitos colaterais desde os mais leves até alguns bem expressivos.

Hipertireoidismo
Saiba tudo sobre o hipertireoidismo e como tratá-lo!

Pra te ajudar a identificar esse problema, elaborei um guia completo com tudo que você precisa saber sobre o tema. Dessa forma, você já saberá que atitude precisa tomar diante deste quadro, a fim de restabelecer o equilíbrio hormonal em seu corpo.

Acompanhe!

QUAL A FUNÇÃO DA GLÂNDULA TIREOIDE?

A glândula tireoide está localizada em nosso pescoço, um pouco abaixo de nossas cordas vocais (laringe). Ela é responsável por produzir dois importantes hormônios, os chamados triiodotironina e o tiroxina, respectivamente abreviados como T3 e T4.

Quando produzidos, eles são levados através da corrente sanguínea para todas as regiões de nosso organismo, regulando o nosso metabolismo para armazenar e gastar energia de um modo equilibrado.

A partir disso, conseguimos atingir uma regularidade em nosso metabolismo, batimentos cardíacos, temperatura corporal, etc. E, por essa razão, quando esta glândula sofre um desequilíbrio, passamos a notar sintomas bem aparentes.

No entanto, quem possui o problema em um nível leve, talvez nunca note alguma alteração expressiva. Ou seja, a doença pode também ser silenciosa.

Existem casos em que a pessoa descobre a disfunção apenas depois de ter feito um chek-up no médico. É por isso que os exames regulares são tão importantes.

O QUE É HIPERTIREOIDISMO?

O hipertireoidismo, em linhas gerais, trata-se de uma condição hiperativa da glândula tireoide. Isto é, a mesma produz os hormônios de uma maneira exagerada e fora de controle.

Quando não recebe o tratamento adequado, a doença pode evoluir levando a outros problemas de saúde como por exemplo a promoção de quadros de arritmia, insuficiência cardíaca e problemas nos ossos.

Mas, além disso, este aceleramento no organismo pode levar a um emagrecimento brusco e repentino fazendo com que a pessoa tenha dificuldades em aumentar o ganho de massa magra, por exemplo.

SINTOMAS DO HIPERTIREOIDISMO

Como mencionei, esta doença pode ser muito silenciosa quando ainda está em um quadro leve. Porém, existem alguns sinais bem expressivos que aparecem quando a doença já está mais avançada. São eles:

  • Sensação de calor excessivo;
  • A transpiração também aumenta expressivamente;
  • Há uma sensação de fraqueza muscular recorrente;
  • As mãos tremem;
  • Os batimentos cardíacos ficam desregulados/acelerados;
  • A sensação de cansaço e fadiga é constante, mesmo logo após uma longa noite de sono;
  • A pessoa pode viver quadros de constantes evacuações, podendo ser diarreia ou não;
  • Há um aumento na ansiedade e irritabilidade, tornando a pessoa pouco intolerante as mais diversas situações;
  • Dor nos olhos, irritação ou desconforto;
  • Irregularidade no ciclo menstrual;
  • Dificuldade para engravidar – relacionado com a infertilidade.

CAUSAS DA DOENÇA

Existem alguns fatores que são responsáveis por desencadear esse desequilíbrio em nossa glândula tireoide. Conheça quais são:

  • Doença de Graves: Essa doença desregula a nossa glândula, uma vez que faz com que o nosso próprio sistema imunológico a ataque. Isso faz com que a mesma produza uma quantidade exagerada dos hormônios tireoidianos;
  • Nódulos tireoidianos: Tumores presentes na tireoide que podem causar a excessiva produção hormonal;
  • Tireoidites: Infecções virais ou bacterianas na glândula;
  • Ingestão excessiva de iodo: A ingestão excessiva de iodo na alimentação também é responsável pelo desenvolvimento da doença;
  • Tumores nos testículos ou ovários: Tumores que atingem diretamente a regulação hormonal de nosso organismo.

QUAL O TRATAMENTO PARA HIPERTIREOIDISMO?

Existem alguns tipos de tratamentos para cuidar do hipertireoidismo. A melhor opção só poderá ser prescrita pelo seu médico de confiança. Conheça as possibilidades:

  • Medicamentos antitireoidianos: Estes medicamentos são responsáveis por diminuir a quantidade de hormônios que são produzidos pela nossa glândula tireoide. Porém, mulheres grávidas precisam se atentar a este consumo pois ele pode ser prejudicial;
  • Iodo radioativo: Este tratamento pode curar o problema, mas, infelizmente, pode destruir a tireoide de um modo permanente. Por essa razão, será necessário consumir suplementos hormonais tireoidianos pelo resto da vida;
  • Cirurgia tireoidiana: Esta cirurgia remove a tireoide, portanto é uma solução permanente e mais drástica. Ela não é a mais recomendada e é utilizada quando os demais tratamentos não surtiram os efeitos desejados;
  • Consumo de beta-bloqueadores: Estes medicamentos não estão diretamente relacionados com a função de reduzir os níveis de hormônios, mas controlam os sintomas graves de outras doenças concomitantes, como arritmia, por exemplo.

HIPERTIREOIDISMO TEM CURA?

Para grande parte dos casos, tem sim!

  • Diminuição do consumo de iodo: Às vezes, apenas reequilibrar o consumo de iodo na alimentação já é suficiente para extinguir o problema.
  • Tratamento das inflamações: Nos casos de tireoidite, a cura das inflamações já promove o equilíbrio da produção hormonal.
  • Remoção dos nódulos: A remoção dos nódulos pode recuperar a regularidade da produção hormonal.
  • Doença de Graves: Neste caso, não há cura, pois trata-se de uma doença auto-imune. É necessário um acompanhamento constante do caso.

POSSO EVITAR O PROBLEMA?

Sim! É possível evitar o problema quando ele não está associado com a doença de Graves e com nódulos.

Para isso, você pode sempre consumir alimentos antioxidantes como os ricos em vitamina C, a fim de manter a sua imunidade estável, diminuindo as chances de haver o desenvolvimento de inflamações, por exemplo.

Além disso, você pode equilibrar a ingestão de iodo diariamente. E uma das maneiras de equilibrar esta ingestão é apostando em recipientes de vidro. Isso mesmo! Ao invés de armazenar os seus alimentos em potes de plástico, utilize os de vidro uma vez que o plástico pode soltar componentes que se assemelham ao hormônio tireoidiano e pode causar o desequilíbrio em nosso organismo.

Além disso, manter hábitos saudáveis, com alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos, também é sempre uma ótima pedida para manter o nosso corpo saudável.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Se você chegou até aqui, você aprendeu o que é e para que serve a nossa glândula tireoide. Além disso, descobriu tudo sobre as doenças que podem afetá-la, causando o hipertireoidismo.

Agora você já está mais preparada caso apareçam alguns dos sintomas que citamos, está atenta aos mesmos e com certeza vai saber buscar a ajuda médica caso seja necessário.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, não deixe de compartilhá-la aqui comigo pelos comentários. Estou com você!

Até a próxima!

O post Hipertireoidismo: Sintomas, Tratamento, tem Cura? Descubra aqui! apareceu primeiro em .

❯ Dieta Alcalina | Diminua a Acidez do Seu Organismo e Emagreça! 🍎

4.8
/
5
(
8431

votes

)

Olá! Você conhece a Dieta Alcalina? Uma dieta que tem como objetivo diminuir a acidez do organismo, deixando o PH do sangue mais alcalino. Então, o cardápio é composto com pelo menos 60% de alimentos alcalinos, como frutas, verduras e tofu, por exemplo, enquanto os 40% restantes das calorias podem vir de alimento ácidos, como ovos, carnes ou pão.

 

Essa divisão pode ser feita através do número de refeições, assim, ao fazer 5 refeições por dia, 2 podem ser refeições com alimentos ácidos e 3 apenas com alimentos alcalinos.

Esta dieta é ótima para diminuir a acidez do sangue, protegendo as células saudáveis do nosso corpo, equilibrando os níveis de minerais essenciais do organismo e prevenindo o aparecimento de doenças, como gripes e resfriados.

 

Também impede que o cálcio se acumule no urina, previne pedras nos rins, construí ossos mais fortes, reduz a perda muscular, acaba com espasmos e, além disso tudo, ainda ajuda a desintoxicar o organismo facilitando o emagrecimento, sendo por isso uma dieta aliada para quem quer perder peso. 

 

🔎 Descubra mais: Diferentes Dietas para Perder Peso Hoje!

 

Alimentos Permitidos na Dieta Alcalina!

 

Os alimentos permitidos na dieta alcalina são os alimentos alcalinos, como:

 

● Frutas em Geral, inclusive Frutas Ácidas: Limão, laranja, abacaxi;

● Legumes e Verduras em Geral;

● Oleaginosas: Amêndoas, castanhas, nozes, pistache;

● Proteínas: Milhete, tofu, tempeh e proteína do soro do leite;

● Temperos: Canela, curry, gengibre, ervas em geral, chili, sal marinho, mostarda;

● Bebidas: Água, chás de ervas, água com limão, chá verde;

● Outros: Vinagre de maçã, melaço, alimentos fermentados, como kéfir e kombucha.

 

▸ Alimentos moderadamente alcalinos como mel, rapadura, coco, gengibre, lentilha, quinoa, castanhas e milho também são permitidos.

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


 

Alimentos Proibidos na Dieta Alcalina!

 

Os alimentos que devem ser consumidos com moderação na dieta alcalina são aqueles com efeito de acidificar o organismo, como:

 

● Vegetais: Batata, feijões, lentilha, azeitona;

● Grãos: Trigo sarraceno, arroz, milho, aveia, trigo, centeio, macarrão;

● Oleaginosas: Amendoim, noz, pistache, pasta de amendoim;

Carnes em Geral: Frango, carne de porco, carneiro, peixes e mariscos;

 Carnes Processadas: Presunto, salsicha, linguiça, mortadela;

● Ovos;

● Leite e Derivados: Leite, manteiga, queijo;

● Bebidas: Bebidas alcoólicas, café, refrigerantes, vinho;

● Doces: Geleias, sorvetes, açúcar;

 

Esses alimentos devem ser evitados ou consumidos com moderação, colocando sempre alimentos alcalinos juntamente com alimentos acidificantes em uma mesma refeição.

 

🔎 Veja também: Dieta Vegetariana!

 

Benefícios da Dieta Alcalina!

 

A alimentação alcalina traz vários benefícios para a saúde:

 

Promove maior consumo de frutas e vegetais, sendo uma dieta rica em alimentos antioxidantes, que combatem a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular. Além disso, são fontes de nutrientes, como vitaminas e minerais.

Pode ajudar no processo de emagrecimento por priorizar alimentos naturais e restringir o consumo de alimentos industrializados ricos em sódio, gorduras trans e aditivos alimentares.

Auxilia na saúde de ossos e articulações, já que previne artrite e desmineralização óssea (retirada de minerais como o cálcio e magnésio dos ossos).

Reduz a retenção de líquidos, combatendo o inchaço, pois contém mais alimentos fontes de potássio e menos sódio.

Acredita-se que esse tipo de alimentação pode contribuir para prevenção de algumas doenças, como osteoporose e câncer.

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


 

Cardápio da Dieta Alcalina!

 

Abaixo, conheça uma opção de cardápio semanal para quem faz dieta alcalina. Existem possibilidades de alternar determinados alimentos, a depender do gosto de cada um.

 

Desjejum:

• Um copo de água com algumas gotas de limão.

 

► Café da Manhã:

• 1 copo de suco de clorofila + 1 biscoito integral caseiro com 1 colher (sopa) de geleia de frutas vermelhas ou laranja (sem açúcar) ou uma banana amassada com flocos de aveia.

 

► Lanche da Manhã:

• 1 xícara de chá verde e 1 taça de salada de frutas, como banana, abacaxi, tangerina, manga, cereja + 1 colher de sobremesa de linhaça dourada triturada ou 1 colher de sobremesa de chia.

 

► Almoço:

• 1 prato com salada de folhas verdes + 4 colheres (sopa) de grão-de-bico e 1 colher (sopa) de tahine + 1 colher (sopa) de arroz integral.

 

► Lanche da Tarde:

• 2 punhados de semente de girassol ou abóbora torrados + 1 col. (sopa) de pasta de grão-de-bico, com aipo, pimentão amarelo e tomate-cereja + 1 tangerina

 

► Jantar:

• 2 pratos (sopa) de sopa de legumes com alga kombu + 2 colheres (sopa) de arroz selvagem ou integral.

 

► Ceia:

• 1 xícara de chá de erva doce + 1 fatia de abacaxi aquecida com raspas de limão por cima.

 


Leia Também ↓↓: 

Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


O post ❯ Dieta Alcalina | Diminua a Acidez do Seu Organismo e Emagreça! 🍎 apareceu primeiro em .

Qual a diferença entre cloreto de magnésio e magnésio dimalato?

Você deve ter notado que existem opções diferentes para suplementos de magnésio, mas você sabe a diferença entre eles? O que é cloreto de magnésio e dimalato de magnésio? Qual é o melhor?

  Cloreto de magnésio
Cloreto de magnésio

Para responder a essas perguntas, escrevemos esta publicação. Portanto, você pode entender de uma vez por todas qual é a diferença entre cloreto de magnésio e dimalato de magnésio.

Primeiro, você deve saber que os dois compostos são fontes de magnésio. O que os diferencia é sua fórmula molecular, como o magnésio é oferecido ao organismo, sua biodisponibilidade e também alguns benefícios específicos.

O magnésio é um mineral essencial para a saúde. É responsável por mais de 350 reações enzimáticas em nosso corpo e é essencial para o corpo funcionar totalmente.

Ajuda na absorção de outros minerais, como o cálcio, tornando-o um aliado na saúde óssea, o sistema cardiovascular. Também atua na síntese de proteínas, transporte de energia, sistema nervoso e também está relacionado a algumas funções cognitivas como memória, concentração e sono.

Devido a várias funções vitais desempenhadas no corpo, a deficiência de magnésio está relacionada aos mais diversos problemas de saúde.

Como tal, o magnésio, embora pouco comentado, é extremamente importante e deve ser suplementado para obter níveis ótimos desse mineral no organismo.

O que é cloreto de magnésio PA?

Cloreto de magnésio é um composto no qual o magnésio está associado a dois cloro (MgCl 2 ). Em alguns suplementos, você encontrará a sigla PA (Pure for Analysis), que significa que o composto tem um alto grau de pureza, é mais concentrado e o corpo o absorve melhor.

reabastece o mineral no corpo, promovendo os benefícios do magnésio.

Como possui cloro, um mineral necessário para a produção de ácido clorídrico no estômago, não é adequado para pessoas com distúrbios digestivos ou gástricos, pois pode piorar a condição.

Por outro lado, o cloreto de magnésio pode ser um aliado para aqueles que sofrem de constipação.

O que é o dimalato de magnésio?

Dimalato de magnésio, também chamado de malato de magnésio, é a associação de magnésio com ácido málico.

O ácido málico é um composto orgânico que participa do ciclo de Krebs, por isso desempenha um papel fundamental na produção de energia.

No intestino, a ligação do ácido málico ao magnésio é quebrada, pois é muito fraca. Portanto, a ingestão de suplemento de Dimalate magnésio oferece um benefício duplo.

Além de suplementar o magnésio e, consequentemente, usufruir dos benefícios à saúde desse mineral, também é indicado o dimalato de magnésio, incluindo o ácido málico. em casos de fadiga crônica e cansaço, pois aumenta a produção de energia nas células musculares.

O dimalato de magnésio também alivia os sintomas da fibromialgia, acalma o efeito e ajuda a controlar os batimentos cardíacos.

Ao contrário do cloreto, o dimalato de magnésio não causa dor de estômago e pode ser usado por pacientes com problemas gastrointestinais.

Outra diferença entre o cloreto de magnésio e o dimalato de magnésio é que este último tem um efeito prolongado, disponibilizando gradualmente as substâncias ao paciente.

Benefícios do dimalato de magnésio

Como indicado acima, o suplemento de Dimalate magnésio tem seu efeito aprimorado combinando magnésio com ácido málico, dois nutrientes essenciais para a boa saúde.

  • Aumentar a produção de energia;
  • Ajuda a prevenir cãibras musculares e fadiga;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Melhora a saúde óssea;
  • Ajuda a combater a osteoporose;
  • Ajuda a melhorar o sistema cardiovascular e a prevenir sua doença;
  • Ajuda a controlar a pressão sanguínea;
  • Ajuda a reduzir os níveis de colesterol;
  • Ajuda a prevenir diabetes;
  • Promove a melhoria das funções cognitivas;
  • Ajuda a combater a depressão e o estresse;
  • Combate à insônia;
  • Ajuda a reduzir os sintomas da síndrome pré-menstrual;
  • Melhora a saúde intestinal;
  • A Nutri blue foi pioneira na produção e comercialização de dimalato de magnésio no Brasil.

    A suplementação com dimalato de magnésio é eficaz na substituição do magnésio, promovendo a saúde e o bem-estar em geral.

    O composto Nutriblue magnésio e magnésio não contém glúten, lactose ou corantes. Como tal, oferece um suplemento alto de magnésio, que ajuda você a ter uma vida mais saudável e uma melhor qualidade de vida.

    Confira a oferta especial que a Nutriblue preparou para você e compre agora o seu Nutriblue de Dimalato de Magnésio.

    Você gostou deste artigo de blog? Comentário abaixo

    NATUDRIN REALMENTE EMAGRECE? VEJA O QUE DIZ OS ESPECIALISTAS

    NATUDRIN é o nome que se dá a um complemento fabricado com várias substâncias que ajudam a desintoxicar o organismo, o frasco contém 60 cápsulas que devem ser ingeridas pelo menos a 40 minutos antes das duas refeições principais do dia.

    NATUDRIN

    O suplemento funciona de uma maneira que previne o armazenamento da gordura no corpo, além de favorecer com a desintoxicação das impurezas, esse tipo de suplemento não funciona sozinho, ele precisa ser acompanhado de um plano alimentar saudável, Pois somente assim ele conseguirá eliminar a maior parte da gordura do organismo.

    NATUDRIN PARA QUE SERVE

    O NATUDRIN ajuda a emagrecer, e ainda possui uma grande tabela energética para favorecer o organismo da pessoa enquanto ela perde peso com segurança.

     NATUDRIN FUNCIONA

    Entre as informações nutricionais, a pessoa conta também com uma quantidade significativa de vitamina B2 e B6, além de fornecer ácido fólico, magnésio, selênio, zinco colina e cromo, além da fibra alimentar, elemento que auxilia na limpeza intestinal desprendendo todos os tipos de toxinas possíveis.

    NATUDRIN ONDE COMPRAR 

    Se você deseja comprar NATUDRIN de forma segura, compre diretamente da página oficial. Clique aqui para comprar, afinal de contas comprar o produto diretamente do fabricante faz com que você receba algumas vantagens em questão de formas de pagamento e em questão de diminuir o valor do frete. Você ainda poderá participar das promoções vigentes (se houver), além disso, o fabricante ainda fornece uma garantia de que se o cliente não ficar satisfeito, poderá ser reembolsado em seu valor integral no período de até 90 dias. O site oficial pode fornecer descontos e evitar dores de cabeça com imitações.

    Procure investir em sua saúde, fazendo o uso de suplementos naturais que possam auxiliar seu organismo a realizar uma desintoxicação segura e eficaz, centenas de pessoas já estão conseguindo realizar o sonho de emagrecer de verdade através do NATUDRIN… Só falta você. Clique no botão abaixo para visitar o site oficial e comprar o produto.

    Celulite o Que é, Como se Forma e Como Tratar!

    Artigo imperdível contando tudo o que você sempre quis saber sobre a celulite: o que é, como se forma e como tratar de uma vez por todas.

    De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia 9 em cada 10 mulheres com mais de 30 anos possuem celulite.

    Sim, infelizmente a celulite faz parte da vida da maioria das mulheres e muitas vezes não sabemos como nos livrar dela.

    Celulite
    Descubra o que é a celulite e como tratá-la!

    É por isso que no artigo de hoje eu vou te explicar o que é a celulite, como ela se forma e quais são os diferentes tipos.

    Vou falar tudo sobre os melhores tratamentos disponíveis no mercado e te contar alguns segredos para melhorar o aspecto da pele em casa mesmo!

    Já percebeu que o conteúdo de hoje está imperdível do começo ao fim, né? Então fique comigo e descubra  como acabar com a celulite!

    O QUE É CELULITE

    A celulite se caracteriza pelo acúmulo de gordura depositada sob a pele. A gordura acumulada confere à pele aquela aparência ondulada, chamada popularmente de “casca de laranja”.

    Você já deve ter percebido que a celulite não é comumente encontrada no corpo dos homens, não é mesmo? A explicação para isso é que a celulite tende a se acumular nas regiões do corpo em que a gordura está sob influência do estrógeno, o hormônio feminino.

    Ou seja, nas mulheres a celulite aparece com mais frequência nas áreas do corpo que mais acumulam gordura, que são quadris, coxas, bumbum, barriga e braços.

    As famosas “covinhas”, características da celulite, são células gordurosas que acabam se separando em pequenos grupos abaixo da hipoderme e formam esses buraquinhos na pele.

    TIPOS DE CELULITE

    Você sabia que há diversos tipos de celulite?

    A celulite pode ser classificada de três formas: pela consistência da pele, pelo tipo de inflamação que causa e em graus, de acordo com a sua evolução.

    Veja abaixo quais são os tipos mais comuns de celulite e suas classificações:

    TIPOS DE CELULITE DE ACORDO COM A CONSISTÊNCIA DA PELE

     

    • Celulite Flácida

     

    Esse tipo de celulite é mais comum em mulheres quem tem mais de 35 anos de idade.

    Pode estar associada à obesidade e ao efeito sanfona, que ocorre quando engordamos ou emagrecemos num curto espaço de tempo.

    Se você não pratica nenhum tipo de atividade física, esse é o tipo de celulite que pode aparecer no seu corpo. Nesse caso, junto com a celulite você pode apresentar flacidez muscular devido à falta de exercícios físicos.

    Geralmente a celulite flácida não é dolorosa, mas pode causar sensação de peso e cansaço nas pernas.

    Seu aparecimento ocorre com mais frequência na região das coxas.

     

    • Celulite Compacta

     

    Esse é o tipo de celulite que se manifesta em pessoas que costumam se exercitar.

    Parece estranho, né? Mas sim, quem pratica exercícios físicos também pode sofrer com esse problema.

    Além disso, também é mais comum entre as mulheres jovens e que possuem a pele mais firme.

    O nome desse tipo de celulite é compacta, pois ela se forma em peles mais firmes, seja por serem mais jovens ou por serem mais definidas devido aos exercícios físicos.

    A celulite compacta adere aos nossos músculos com força. Por isso, pode causar estrias na região afetada já que a chance de quebrar as fibras elásticas é grande.

    Esse tipo de celulite não causa dor, mas você pode sentir desconforto caso aperte a região com as mãos. Isso acontece justamente porque a celulite pode comprimir os nervos que estão entre as fibras do tecido conjuntivo.

    Aparece com mais frequência no bumbum, joelhos e parte de fora das coxas.

     

    • Celulite Edematosa

     

    A celulite edematosa é o tipo mais raro e também o mais grave, pois geralmente é causada por outros problemas de saúde, como diabetes, distúrbios da tireoide, problemas nos ovários ou no sistema linfático.

    Uma dieta rica em sódio e carboidratos também influencia no aparecimento do problema.

    Com o acúmulo de gordura prejudicando o sistema circulatório e linfático,  a pele fica inchada e dolorida nesse caso.

    A celulite edematosa é caracterizada pelo aspecto de casca de laranja que torna a pele irregular e ondulada. Ela é muito mais visível do que os outros tipos de celulite, mesmo quando a pele não está sendo comprimida.

    Se você tem esse tipo de celulite, provavelmente sofre com dor nas regiões afetadas, cansaço nas pernas e varizes.

    TIPOS DE CELULITE DE ACORDO COM A INFLAMAÇÃO CAUSADA

     

    • Celulite Aquosa

     

    Causada principalmente por problemas circulatórios, venosos e linfáticos. Esse tipo de celulite provoca dor nas regiões afetadas e pode deixar seus pés e tornozelos inchados.

    É bastante comum em mulheres que sofrem algum tipo de desequilíbrio hormonal que podem ocorrer durante a TPM, menopausa, gravidez ou puberdade.

     

    • Celulite Fibrosa

     

    Essa celulite é a mais difícil de combater e também a que causa mais dor.

    Ocorre quando as fibras de colágeno endurecem e formam pequenos nódulos ao redor das células de gordura. Por isso, é mais comum a partir dos 30 anos de idade que é quando o nosso corpo passa a produzir menos colágeno.

    Nesse caso, uma dieta regrada não ajuda muito, mas você pode aumentar a ingestão de proteínas para melhorar a produção de colágeno.

    TIPOS DE CELULITE DE ACORDO COM A SUA EVOLUÇÃO

    • Grau I: Não visível e não palpável, pois está no estágio inicial. Ao ser tratada nessa fase, a chance de melhora é de 100%;
    • Grau II: Pele pálida, fria e com elasticidade diminuída. Os furinhos já podem ser observados se a pele for pinçada com as mãos.Ao ser tratada nessa fase, a chance de melhora é de 80%;
    • Grau III: Visível e palpável mesmo sem apertar a pele. É possível sentir nódulos ao tocar a pele. Ao ser tratada nessa fase, a chance de melhora é de 60%;
    • Grau IV: Nódulos maiores, palpáveis e visíveis até mesmo sob as roupas. Pode causar outros problemas de saúde por estar comprometendo o sistema circulatório. Ao ser tratada nessa fase, a chance de melhora é de 30%.

    Conseguiu identificar qual é o tipo de celulite que você tem? Então vamos às formas de tratamento!

    COMO TRATAR CELULITE FLÁCIDA

    Como a celulite flácida ocorre principalmente em mulheres obesas e que sofrem com o efeito sanfona, cuidar da alimentação é o primeiro passo para acabar com o problema.

    Se esse é o seu caso, comece pela reeducação alimentar e exercícios físicos para perder peso. Chegando ao peso desejado, continue com a rotina saudável para manter o peso e se livrar do efeito sanfona.

    Ao mesmo tempo em que você cuida da saúde, pode tratar o aspecto da pele com cremes, massagens ou radiofrequência, que funciona muito bem para esse tipo de celulite, pois deixa a pele mais firme.

    Também é possível fazer um creme para flacidez em casa. Ele é muito parecido com os produtos aplicados em tratamentos nas clínicas estéticas. Veja a receita e modo de preparo:

    Ingredientes

    • 1 xícara de argila amarela;
    • 1 saquinho de chá preto;
    • 4 colheres de sopa de azeite de oliva;
    • 4 colheres de sopa de borra de café;
    • 10 gotas de óleo de amêndoas.

    Modo de preparo

    • Prepare o chá preto normalmente e deixe em infusão durante 10 minutos;
    • Num recipiente já com a argila amarela, vá adicionando o chá preto até que a mistura fique cremosa;
    • Após misturar bem, adicione o azeite de oliva, a borra de café e o óleo de amêndoas.

    Como aplicar

    • Aplique essa pasta em qualquer parte do corpo que esteja flácido e deixe secar durante 30 minutos;
    • Para potencializar o efeito do creme você pode cobrir a área com filme plástico. Isso também evitará sujeira pela sua casa;
    • Utilize esse creme três vezes por semana para melhorar a flacidez da sua pele.

    COMO TRATAR CELULITE COMPACTA

    Como vimos esse tipo de celulite é mais comum em peles jovens e de pessoas que praticam exercícios físicos. Porém, pode aparecer se você não está se alimentando de forma saudável.

    A melhor maneira de começar a combater a celulite compacta é mudando os seus hábitos alimentares. Ingerir poucas gorduras saturadas é essencial para melhorar o aspecto da pele.

    A drenagem linfática é um ótimo tratamento para esse caso e pode ser combinada com cremes que combatem a celulite. Clique aqui e aprenda a fazer drenagem linfática em casa!

    O ultrassom também é um ótimo tratamento para celulite compacta, pois as ondas de alta frequência quebram as células de gordura que são eliminadas pelo corpo mais tarde.

    Se você não está podendo gastar dinheiro com tratamentos estéticos nesse momento, pode fazer o seu próprio creme anticelulite em casa, veja abaixo:

    Ingredientes para o creme anticelulite:

    • 1 colher de chá de óleo essencial de manjericão;
    • 4 colheres de sopa de óleo de amêndoas;
    • 2 colheres de sopa de creme hidratante.

    Utilize o creme duas vezes por dia. Você pode guardá-lo na geladeira por até uma semana e lembre-se sempre de misturar bem antes de cada uso.

    COMO TRATAR CELULITE EDEMATOSA

    Nesses casos há a formação de edemas sob a pele, por isso os resultados de tratamentos podem demorar um pouco mais.

    Para resultados rápidos, pode-se optar por procedimentos cirúrgicos como a lipoaspiração virtual ou a lipoescultura.

    Um ótimo tratamento e menos invasivo é a endermoterapia. Consiste numa massagem feita com um aparelho que utilizará o vácuo para estimular a circulação e eliminar a gordura. Com esse aparelho o fisioterapeuta suga a pele e vai deslizando para desfazer os nódulos da celulite.

    É possível repetir o procedimento em casa utilizando ventosas de vidro ou de silicone enquanto você estiver no banho.

    COMO TRATAR CELULITE AQUOSA

    Como esse tipo de celulite é causado, principalmente, pela acúmulo de líquidos no corpo, a drenagem linfática é uma ótima opção de tratamento.

    A vacuoterapia e a endermoterapia também são tratamentos que eliminam o excesso de líquidos através dos nódulos linfáticos.

    Para auxiliar no tratamento você também pode cuidar melhor da sua alimentação e aplicar cremes que melhorem o aspecto da pele.

    Evite ingerir alimentos com muito sódio, como refrigerantes, alimentos processados e queijos, assim você manterá seu corpo desinchado.

    COMO TRATAR CELULITE FIBROSA

    Para esse que é o tipo de celulite mais severo, o indicado mesmo são os tratamentos estéticos mais poderosos.

    A criolipólise, por exemplo, é um dos tratamentos mais inovadores nesse sentido e vem sendo chamada de “a nova lipoaspiração”. O procedimento destrói as células gordurosas através de um aparelho que suga a pele e congela a gordura.

    Em apenas um sessão já é possível reduzir a gordura localizada em até 25%, o que terá um efeito super positivo sobre a celulite!

    E chegamos ao final de mais outro post. O assunto de hoje te ajudou?

    Falei com você sobre os tipos de celulite e quais são as características de cada um deles. Sabendo disso você pode identificar qual é o tipo de celulite que você possui e buscar o tratamento mais adequado para o seu caso.

    Para determinados estágios da celulite é possível potencializar o tratamento com cremes caseiros.

    Em casos mais graves de celulite, indiquei quais são os tratamentos apropriados para você se livrar do problema.

    Lembre-se que uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos regularmente vai te ajudar a combater qualquer tipo de celulite!

    Compartilhe com a gente o que você está fazendo para acabar com a sua celulite e quais têm sido os resultados. Deixe seu comentário aqui embaixo.

    Até o próximo post!

    O post Celulite o Que é, Como se Forma e Como Tratar! apareceu primeiro em .

    ❯ Dieta Zero Carboidrato | Emagreça Muito Eliminando o Carboidrato! 🍖

    4.8
    /
    5
    (
    3416

    votes

    )

    A Dieta Zero Carboidrato é considerada uma dieta radical, mas que oferece resultados precisos quanto a queima de gordura, já que obriga o organismo a utilizar as reservas de lipídios para substituir os açúcares que são geralmente consumidos durante a metabolização.

     

    Ela é baseada na restrição de alimentos que possui em sua composição nutrientes complexos, conhecidos como carboidratos.

    Porém, nem todas as refeições que possuem tais nutrientes complexos em sua composição, são cortadas da dieta, já que existem certos alimentos que contém carboidratos naturais e fazem muito bem à saúde, sendo fortes aliados daqueles que desejam perder peso de forma rápida e saudável.

     

    Em contradição do que muitas pessoas podem pensar, os alimentos que possuem carboidrato em sua composição, não se limitam apenas aos industrializados como o macarrão e certos tipos de doces.

     

    Alimentos como as batatas, o arroz, pão e vários tipos de leguminosas como a soja e a lentilha, são exemplos de alimentos que possuem carboidratos, mas que podem ser adotados na dieta zero carboidrato por serem de difícil digestão. O que dá aquela sensação de saciedade por mais tempo.

     

    🔎 Descubra mais: Diferentes Dietas para Perder Peso Hoje!

     


    Leia Também ↓↓: 

    Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

    Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

    Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


     

    Alimentos Permitidos na Dieta Zero Carboidrato!

     

    Já que grande parte dos alimentos mais comuns contêm muitos carboidratos, conhecer os alimentos que podem compor o cardápio de uma dieta zero carboidrato é o primeiro passo para o sucesso nessa técnica de emagrecimento.

     

    ● Carnes: As carnes em geral são bons alimentos sem carboidrato. Sua grande carga de proteínas e vitaminas é um outro atrativo. Procure, por isso, incluir carnes bovinas e suínas na sua dieta, bem como cortes de frango e peixes em geral.

     

    ● Vegetais: Muitos vegetais são excelentes alimentos livres de carboidratos, ou com muito poucos carboidratos. Recomenda-se o consumo de alface, espinafre, pimentões, couve, azeitonas, cebolas, brócolis, couve-flor, cenoura, cebola, entre outros. Entretanto, é preciso ficar atento aos vegetais que possuem uma grande carga de carboidratos, como as batatas, o milho, o arroz e a soja.

     

    ● Frutas: Muitas frutas são, infelizmente, grandes fontes de carboidratos. Entretanto, os tomates e os abacates são exceções, então podem ser incluídos na dieta zero carboidrato.

     

    ● Castanhas: As amêndoas, nozes e castanhas em geral possuem uma baixa taxa de carboidratos. São uma boa adição a uma dieta zero carboidrato, especialmente como pequenos lanches durante o dia.

     

    ● Óleo Vegetal: Os óleos vegetais são livres de carboidratos e podem ser usados para cozinhar. Por isso, não tenha medo dos óleos de soja, milho ou girassol. O azeite é, também, muito bem-vindo.

     

    ● Laticínios: Os laticínios possuem, em geral, uma baixa carga de carboidratos. O consumo de leite é muitas vezes proibido em dietas sem carboidrato, mas não há porque evitar queijos, manteigas e iogurtes. É preciso, porém, tomar alguns cuidados. Em primeiro lugar, com a concentração de gordura nesses alimentos. Mais que isso, porém: fique atento aos queijos processados e aos iogurtes não naturais: há, neles, frequentemente grandes cargas de carboidratos.

     

    ● Ovos: Os ovos possuem poucos carboidratos e são excelentes fontes de proteínas. É uma boa ideia consumir ovos no café da manhã, que é geralmente uma refeição rica em carboidratos.

     

    ● Temperos: Temperar corretamente os alimentos de baixo carboidrato pode torná-los muito saborosos e cada vez mais atrativos, diminuindo a tentação de ceder aos carboidratos. Pimentas, orégano, e ervas em geral são excelentes sugestões.

     

    ● Bebidas: Com as bebidas é preciso tomar um cuidado especial. A maior parte dos sucos é rico em carboidratos, e os refrigerantes, por sua vez, possuem cargas enormes de açúcares. Para seguir uma dieta zero carboidrato, recomenda-se o amplo consumo de água pura, bem como de café e de chás – ambos sem açúcar.

     

    Alimentos Permitidos com Moderação na Dieta Zero Carboidrato!

     

    Estes alimentos podem ser consumidos de 1 a 2 vezes por dia, equilibrando com o consumo de proteínas e gorduras boas:

     

     Pão Integral;

     Grãos: Arroz integral, macarrão integral, milho, feijão, lentilha, grão-de-bico;

     Leite e Iogurte;

     Tubérculos: Batata, batata doce, inhame, aipim e macaxeira.

     

    Em geral, pessoas que praticam atividade física regularmente costumam tolerar maiores quantidade de carboidrato na dieta, sem ganhar peso com tanta facilidade.

     

    🔎 Veja também: Dieta Alcalina!

     


    Leia Também ↓↓: 

    Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

    Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

    Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


     

    Alimentos Proibidos na Dieta Zero Carboidrato!

     

    Nesta dieta é importante evitar todos os alimentos que possuam uma elevada quantidade de carboidratos. Dessa forma, uma boa opção é consultar o rótulo do alimento antes de consumir. No entanto, alguns exemplos dos tipos de alimentos que devem ser evitados são:

     

    ● Açúcar: Incluindo refrigerantes, sucos de fruta, adoçantes, doces, sorvetes, bolos e biscoitos;

    ● Cereais: Trigo, cevada ou centeio, e alimentos como o pão, biscoitos, salgados, torradas;

    ● Gorduras Trans: Batata frita embalada, comida pronta congelada, margarina;

    ● Carnes Processadas: Presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, salame, mortadela, bacon;

    ● Outros: Arroz branco, macarrão branco, farofa, tapioca e cuscuz.

     

    Uma dica importante é tentar evitar todo o tipo de produtos industrializados, uma vez que normalmente contêm uma elevada concentração de carboidratos, dando preferência para produtos naturais e vegetais frescos.

     

    Alimentos para o Cardápio da Dieta Zero Carboidrato!

     

    Vamos ver então algumas dicas de alimentos e receitas sem carboidratos (ou com poucos) que você pode comer:

     

    Para o Café da Manhã:

     

    • Omelete com cebolinha e suco de abacaxi com limão.

    • Iogurte integral.

    • Chá de erva doce com duas fatias finas de queijo.

    • Ovos cozidos com suco ou chá gelado natural.

    • Uma xícara de café com uma omelete pequena recheada com pasta de atum.

     

    Para o Almoço:

     

    • Peito de frango pequeno grelhado com alface e tomate a vontade.

    • Peito de frango grelhado com duas tiras de bacon e cenoura ralada.

    • Cinco azeitonas sem caroço com um peixe grelhado sem espinha e uma fatia de limão.

    • Alface e tomate com legumes refogados e três fatias de peito de peru ou presunto.

    • Um bife grelhado com cenoura e couve cozidos no vapor.

     

    Para o Jantar:

     

    • Salada natural com alface tomate e pepino junto com um ovo cozido.

    • Frango desfiado com alface, tomate e duas azeitonas pretas.

    • Salada de alface, tomate e hortelã com cenoura ralada.

    • Legumes refogados no azeite de oliva com frango desfiado com sal e cebolinha.

    • Brócolis, frango grelhado com tomate e legumes cozidos.

     

    Como a dieta consiste em ingerir poucas porções de comida durante o dia, é normal sentir vontade de comer entre tais intervalos. Nesses casos, opte pelas gelatinas comuns, frutas vermelhas como a maça e morangos que inibem a fome por mais tempo e inclua os iogurtes integrais entre as refeições.

     

    Para beber, é interessante realizar misturas tropicais como:

     

    Suco de abacaxi com hortelã;

    Suco de morango com laranja;

    Suco de limão;

    Suco de laranja com acerola.

     

    Como dica final, não se prenda a um só cardápio, varie sempre que enjoar e inove nas receitas antigas para que novos sabores aconteçam.

     


    Leia Também ↓↓: 

    Composto que “Seca Barriga” e Tira Inchaço Vira Febre em São Paulo!

    Elimine as Celulites DEFINITIVAMENTE em 7 dias usando Isso… ???

    Mulher Emagrece 22,7kg e conta sua história no Bem Estar…


     

    O post ❯ Dieta Zero Carboidrato | Emagreça Muito Eliminando o Carboidrato! 🍖 apareceu primeiro em .